Login: Senha:
 

O Grupo / Faculdade / Notícias

Projeto Ciência Forense nas Escolas


No início de maio ocorreu o lançamento do Projeto Ciência Forense nas Escolas, uma iniciativa da Polícia Científica do Paraná e da Faculdade Dom Bosco, com o apoio da Associação Paranaense dos Juízes Federais, Escola de Magistratura Federal do Paraná e Conselho Regional de Educação Física
 
O projeto tem como tema o uso responsável de computadores: uma questão de saúde pública e o lançamento ocorreu na sede da Associação Paranaense dos Juízes Federais (APAJUFE).
 
Na palestra, o perito criminal Luiz Rodrigo Grochoki ressaltou o perigo do acesso irrestrito à internet. “Nós abrimos nossa casa e expomos nossos filhos aos perigos virtuais. Eles são ensinados a não falar com estranhos, de não aceitar doces, etc, mas esquecemos essa importante porta de entrada que é a internet”, comenta.
 
O professor e coordenador do Curso de Educação Física, Guilherme Stival, falou sobre saúde e tecnologias. “Uma série de problemas físicos são acarretados pelo uso excessivo da tecnologia, tais como insônia, ansiedade e problemas posturais”, diz.
 
Segundo o Diretor Geral da Polícia Científica, Dr. Hemerson Bertassoni Alves, “este projeto nasceu de nossas visitas nas escolas para dar palestras sobre os malefícios do uso indevido da tecnologia. Percebemos o quanto o resultado era positivo. Assim, nós precisamos de agentes multiplicadores. Através da parceria com a APAJUFE e ESMAFE, iremos gravar vídeos a serem disponibilizados de forma gratuita e alcançar um número maior de crianças, adolescentes, pais, educadores, etc.”.
 
Confira algumas dicas de como se portar em relação aos aparelhos móveis:
- Evite utilizar o aparelho por muito tempo seguido. Faça pausas durante o dia;
- Olhe o celular sem ter que inclinar o pescoço para baixo;
- Pare de usar o aparelho pelo menos uma hora antes de dormir;
- Mantenha uma distância confortável do olho e ajuste o brilho para evitar problemas de visão;
- Evite fones de ouvido com volume muito alto;
- Utilize o aparelho com as duas mãos, minimizando os danos às mãos e braços;
- Evite utilizar o aparelho enquanto caminha, dirige e na execução de tarefas que exigem atenção;
- Evite manter o celular perto do corpo o tempo todo. O uso de fones de ouvido e viva-voz ajudam a manter essa distância;
- O uso excessivo e dependência do celular está diretamente ligado com altos níveis de ansiedade e estresse;
- Alongue-se após muito tempo com o aparelho.

 





Fonte: APAJUFE


Leia também:


TCC DE FISIOTERAPIA
Jornada Científica e Cultural
Semana da Conciliação
Participação no Conselho Municipal
Projeto Ciência Forense nas Escolas

Mais notícias